A exigência por leitores cada vez mais aptos às leituras nas mais diversas plataformas, formatos, suportes e atentos aos conteúdos aos quais estão expostos, confere aos contextos hipermidiáticos presentes na web relevância para o estudo acadêmico. Como as barreiras, aparentemente, são pequenas para o acesso às comunidades de leitura, expressão, engajamento, produção, o consumo de resenhas literárias na web parece promissor para os participantes que desejam se conectar com novos amigos, colegas, fãs, mentores e conteúdos relevantes que vão além das frivolidades que comumente são disponibilizadas na rede de internet. No intuito de fomentar a discussão sobre essas questões, a comunidade Booktube, o sujeito Booktuber e a formação de sujeitos-leitores, esse estudo se propõe a investigar alguns aspectos do canal Fantasticursos – que está no ar desde 2016 e que explora a fantasia, o gótico e a ficção científica na Literatura e no Cinema, debatendo questões abordadas pelo canal para a promoção da leitura. Em nossas conclusões é possível afirmar que, em se tratando de ambientes virtuais, o surgimento de novos conteúdos digitais pode potencializar a formação de sujeitos-leitores, pois mudam-se os textos, mudam-se os sujeitos, mudam-se as formas de produção de sentidos, porém os livros literários sempre entrarão no jogo de constituição dos sujeitos.

Dayse Rodrigues dos Santos e Anair Valênia

Leia o artigo completo aqui.