MONITORES DE INGLÊS

MONITORES DE INGLÊS

JUSTIFICATIVA

Sabe-se que despertar nos alunos o interesse pelo aprendizado de um novo idioma, especialmente na escola pública, é sem dúvida, um dos grandes desafios dentro do processo de ensino e aprendizagem, levando em conta a realidade na qual o educando está inserido. Por isso, o Projeto “Alunos monitores de Língua Inglesa: em busca de uma aprendizagem significativa”, surgiu como uma proposta de enfrentamento a esse desafio, pois acredita-se que a educação pode transformar o ser humano tornando-o capaz de mudar sua própria vida.

Considerando a realidade local do ambiente da pesquisa, constata-se que os alunos do 9º ano mostram dificuldade em todas as quatro habilidades (listening, reading, writing, speaking), sobretudo na apresentação de textos orais e realização de tarefas referentes aos conteúdos de Língua Inglesa. Além disso, o tempo de aula tem sido insuficiente para dar uma orientação individual aos alunos durante as aulas.

Sendo assim, por que não fazer com que o aluno se sinta capaz de compartilhar com os colegas aquilo que ele aprendeu? Dessa forma, ao fazer isso, o aluno monitor maximiza ainda mais seu aprendizado e ajuda o  professor para que o ensino de inglês seja mais eficaz, pois de acordo com Leffa (2006), “os professores são os facilitadores e monitores do processo de aprendizagem de seus alunos”. Com isso, o aluno protagonista sente-se mais motivado a aprender.

OBJETIVO GERAL

Propiciar um desenvolvimento real e significativo do aprendizado de inglês por meio de atividades de monitoria envolvendo alunos do 9º ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental Antônio Gonzaga Barros.

OBJETIVOS ESPECIFICOS

  • Produzir materiais pedagógicos que facilitem a assimilação dos conteúdos trabalhados com os alunos.
  • Realizar atividades práticas envolvendo os alunos na vivência dos conteúdos de modo que se sintam mais desinibidos para falar o idioma dentro e fora da sala de aula.
  • Praticar o que está sendo trabalhado com os alunos monitores.

METODOLOGIA

As atividades serão realizadas oportunizando ao aluno a prática da língua e o desenvolvimento da oralidade, não importando o grau de conhecimento, já que a desinibição no ato de se expressar faz parte dos objetivos do Projeto. Devido à diversificação das atividades, não foi escolhido um único método e técnica específicos. Entretanto, as estratégias seguem um planejamento coerente com o conteúdo programático para os anos finais do Ensino Fundamental que aprofunda e reforça conteúdos estudados, favorecendo um melhor desempenho e segurança dos alunos em situações reais vivenciadas por eles. Além disso, as estratégias têm sua base teórica nos estudos intervencionistas de Ikeda e Takeuda (2003), Macaro (2001), Medina (2002), “A framework for Task-based Learning” de Willis (1996), Leffa (2006), entre outros.

Domiciane Azevedo

O