"Eu canto porque o instante existe / e a minha vida está completa. / Não sou alegre nem sou triste: / sou poeta. Foram esses versos de Cecília Meireles que me apresentaram ao prof. Heliud Luis Maia Moura. Ele os declamava com tanta emoção e profundidade no início das aulas de Literatura do curso de Letras da Universidade Federal do Pará - campus de Santarém - que acabaram-se tornando uma espécie de marca desse docente inspirador. Em suas aulas, aprendemos que a literatura não é só deleite, ela precisa ser engajada, servir de denúncia social, ser a voz daqueles silenciados por um sistema que os objetifica."

Prof. Dra. Ediene Pena Ferreira - ex-aluna do Prof. Heliud L. M. Moura

Santarém, 12 de abril de 2021.