O ensino da língua inglesa nas escolas públicas do município de Santarém, assim como em diversas escolas pelo Brasil, encontra diversas dificuldades que comprometem a aprendizagem dos alunos. Os problemas mais conhecidos são a alta vulnerabilidade social, o excesso de alunos nas salas de aula, turmas desniveladas, falta de recursos didáticos, alunos com problemas básicos de leitura e escrita, etc. (BRITISH COUNCIL, 2015, p. 9). O desafio aumentou drasticamente, quando no dia 11 de março de 2021, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou a pandemia da covid-19. Em razão dessa crise sanitária que se instalou no mundo, em 18 de março de 2020 foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) à medida que suspendia as aulas presenciais e que aprovava o ensino remoto emergencial, aprovado pelo Ministério da Educação (MEC), em caráter temporário, enquanto durasse a situação da pandemia, substituindo o modelo de aula presencial por aulas através de meios digitais. A estratégia adotada visou conter a propagação do vírus, prezando pela segurança e saúde da população que já testemunhava diversos casos de contágio da covid-19 surgirem pelo Brasil.

Christian de Lima Pereira 

Luisa Victoria Lima Abreu 

Fernanda Pereira Diniz 

Silvia Cristina Barros de Souza Hall

Acesse o texto completo por aqui.