Este estudo teve como objetivo verificar as percepções de professores de inglês da educação básica sobre o uso das tecnologias digitais em suas aulas. Os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada com 10 professores que orientam estágio em ensino de inglês em escolas públicas de Santarém, no Oeste do Pará. Os resultados apontam para uma complexa relação dos professores com essas tecnologias, envolvendo aspectos objetivos e subjetivos. Em alguns, isso acarreta em desmotivação e opção pelo não uso. Em outros casos, percebe-se o esforço em utilizá-las, mesmo que de forma conjugada com tecnologias analógicas e o próprio livro didático. Em comum, todos os professores concordam que as tecnologias digitais são importantes para o desenvolvimento das aulas de inglês e para o aprendizado dos alunos. Isso evidencia a necessidade de políticas públicas que fomentem as escolas com recursos tecnológicos e também que os cursos de formação inicial proporcionem oportunidades, ao longo de todo o curso, para que os licenciandos de Letras-Inglês desenvolvam habilidades no uso das tecnologias.

Maria da Conceição Queiroz Vale

Maria Luiza Fernandes da Silva Pimentel

Adriano de Melo Ferreira


Acesse o artigo por aqui.